Caminhos...qual pegar?


Tem horas que a gente precisa escolher caminhos..confesso que ainda não tenho idéia (desde sexta) qual tomar. Se vale à pena decidir...se é fulgaz o caminho...enfim, nada sei dele. Certo é que dor deveria ser uma coisa completamente controlável. Mas infelizmente não é...e hoje escrevi um texto para um site que diz " Gentileza até para terminar". Que embasa o que penso hoje: tato para um término. Nem todos tem, poucos conseguem...mas a vida ensina sempre a todos nós.

Só um toque para todos que passam por aqui e, se o fazem é porque tem alguma energia legal com tudo que devaneio aqui... Cultivem a gentileza nos momentos complicados de término. Não só isso, mas tato, atenção...Não vale à pena vocês pensarem só no bem estar de vocês. Vale muito, que vocês que tem a dificil (não digo que seja fácil) tarefa de por fim a um relacionamento, pensem sempre nos dois lados...Afinal, o que você sente se foi...o que a pessoa sente vai viver com ela por mais um tempo. Da pior forma: sem poder se expressar! Ou seja, nada mais gentil do que nos preocuparmos sim, com quem fica pra tras...

Desabafo...

E cabe aqui mais um texto que adoro...

Culpado (Lord Valentine)

Hoje estou me sentindo culpado

Por falar de mais, fazer de mais e pensar só depois.

Ontem eu me senti mais culpado ainda

Quando puxaram o tapete e deram o tiro no escuro.

Cabe aos vivos a cautela que não tenho,

O medo que não sinto - o copo de absinto.

Relativo a mim é o tal do super-homem...

E ver essa gente que eu amo tanto, trair de todos os jeitos.

Mas a história revela que há algo de normal nisso tudo.

Pelo menos tomando normal como usual e não como moral.

Amanhã não sentirei mais a culpa desta insônia.

Porém sentirei que não posso tirar de mim o que eu sou.

Talvez eu compre uma dúzia de coletes à prova de balas

E continue amando e com o sorriso mais bobo no meu rosto.

Talvez eu prenda as palavras, deixe de amar assim

E me torne frio e cauteloso

Não desprezarei os conselhos

Mas não deixarei minhas palavras aos correios.

Não, não posso deixar que eu vá.

Permito apenas que aprenda para saber e não para mudar.






1 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

Anônimo disse...

Às vezes é difícil mesmo escolher um caminho ...
Dúvidas.

FA