(foto da subida do bondinho do Corcovado - 30/04...)

A Coisa Certa

(Lord Valentine)


Onde está a coisa certa quando eu me sinto assim?

Procuro nas linhas apagadas de minhas histórias caladas

Em um lugar que até a mim assusta

A rua está cheia, mas não vejo ninguém.

Eu queria por logo um fim nisso tudo.

Cortar o mal pela raiz

Mas se essa raiz for eu?


Acabo frio como aquela pedra em que tropecei.

E quando o verniz acabar nos temporais que causo

Com que roupa me vestirei?

Onde está a coisa certa agora?

Mesmo me sentindo culpada pela maçã do tudo.

Eu queria poder compreender o que há então:

Só não fique em silêncio: vai doer muito mais.

A coisa certa parece ser um ponto de vista isolado em mim.

Uma emoção profana velada por um sentimento divino...que ainda existe aqui em mim

Não há nexo em falar mais nada.

O que eu nem sei se há

O que nem sei o por quê

O que eu sinceramente nem sei quanto tempo pode durar!




0 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!: