Eu por mim..


Oliveto e eu naqueles momentos "bicosos" dele...

Domingueira atípica...acordei as 13h30, tomei suco de cajá em vez de café. E fui lá pra ponta do Humaitá. Almocei as 19h comida árabe e cá estou, tentando trabalhar ainda e vendo " Terça Insana" (Se alguém ainda não viu...pelo amor de Gzuz, veja! O dvd comemorativo).

Me irrito com muito pouco, melhoro rapidamente (ou não). Por vezes coisas enormes não me tiram o sorriso. Enquanto que coisitas me tiram a razão e me deixam virar a besta fera que existe em mim. Pois creiam: existe!

Eu sou atenciosa. Sim, sou! Me preocupo e tudo mais..se estou certa, não sei. Mas sou assim... E tenho sim mau humor. Por vezes ele vem à toa.

Tenho sim preconceitos. E não vou largá-los por aí. Ora meu povo, se eles fazem parte da minha personalidade, porque deixá-los pela estrada fria? Nops! Eles continuam comigo, firmes e fortes. Por exemplo, moooorro de preconceito e total indignação com pessoas sem educação. Não daquelas que nasceram e são ignorantes por falta até de comida nessa vida. Mas ODEIO povo sem educação pelo simples fato de sê-lo. E acham lindo isso...cult, pagodantemente mUderno. Pensem aí!

Surtei agora ne? Mas é normal..ando surtadinha. Com algumas dúvidas que pairam na cabeça. Que de repente sempre existiram, mas que agora vem com uma força de tsunami. E no meio disto tudo eu ando me procurando. Tenho me achado, claro. Por vezes eu escapo de mim mesma. Não sei bem explicar porquê. Pra ser sincera não é uma das respostas que ando procurando. Tantas a mais na frente, na fila para serem "clareadas".

Estou num período que n quero ter que responder mails imediatamente ou mandar torpedos com necessidade urgente de urgente. Quero apenas ficar comigo. Não quero acompanhar Sarney ou o fogaréu que existe no ônibus em Salvador. Hoje eu queria não fazer nada. Apenas isso...é pedir muito?

Não me acho uma mulher-dúvida. Apenas quero me enxergar por completo. Só isso. Quero conviver com meus defeitos (muitos), minhas inconsistências em alguns momentos e meus preconceitos. Mas quero e exijo de mim mesma manter este meu posicionamento de dentro de toda minha sensibilidade e docilidade, as situações absurdamente claras , sem meandros. Esta é uma das minhas certezas...cultivar, desenvolver e manter a Adriana carinhosa, sensível que adora dar um dengo. Sobre esta Adriana não tenho dúvida alguma! E da fera Adriana também não...

1 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

Caroline. disse...

Eu adoro quando vc, fala de vc. =D