Vento no Litoral...


Sei que a foto não tem nada a ver com a música... é um espaço lindo que tem no Jardim Botânico. Mas tem a ver com a última vez que fui lá...


De tarde quero descansar
Chegar até a praia e ver
Se o vento ainda esta forte
E vai ser bom subir nas pedras
Sei que faço isso pra esquecer
Eu deixo a onda me acertar
E o vento vai levando
Tudo embora...
Agora está tão longe
ver a linha do horizonte me distrai
Dos nossos planos é que tenho mais saudade
Quando olhávamos juntos
Na mesma direção
Aonde está você agora
Alem de aqui dentro de mim...
Agimos certo sem querer
Foi só o tempo que errou
Vai ser difícil sem você
Porque você esta comigo
O tempo todo
E quando vejo o mar
Existe algo que diz
Que a vida continua
E se entregar é uma bobagem...
Já que você não está aqui
O que posso fazer
É cuidar de mim
Quero ser feliz ao menos,
Lembra que o plano
Era ficarmos bem...
Olha só o que eu achei
Cavalos-marinhos...
Sei que faço isso
Pra esquecer
Eu deixo a onda me acertar
E o vento vai levando
Tudo embora...



0 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

Dia de chuva...





São 6h23...chove no Rio de Janeiro. Uma chuva fina, sem graça e ao mesmo tempo, pesada. Um céu cinza. Um cinza que não tem a mínima característica carioca. Penúltimo dia de 2010. Acho que seria hora de um post que pesasse o que foi bom ou ruim neste meu ano. Mas é tão clichê isso que não vale muito à pena. Internamente, em silêncio comigo mesma, claro que vale. É sempre bom você ter a plena certeza do que não deve repetir no novo ano...pelo simples fato de ter sido doloroso neste...

Me restam menos de 48 horas de 2010 para entender algumas coisas. Tentar compreender, justificar para mim mesma. Ou simplesmente eu posso ignorar tudo e começar um 2011 sem olhar para trás, deixando todas as memórias enterradas. Mas será que é isso de que a alma humana realmente precisa? Seria o mais fácil e até o mais correto, já que o que te faz ter a interrogação do Charada na cabeça e no coração, te faz sofrer. Pra que sofrimento? Pra que dor de um ano para o outro? Reza a lenda que "tudo vai ser diferente a partir de 1º de Janeiro". Apenas reza...não quer dizer que a oração seja atendida.

A noite foi longa hoje. Insone, sem muito o quê idealizar. Especificamente essa época do ano vai ser difícil. Pela primeira vez em anos luz, meu 31/12 vai ser triste por dentro, por fora, dos lados. E vejam, não é uma incoerência admitir isso. Seria incoerente não aceitar isso. Porque costumo pensar que temos que deixar a dor doer. Assim, o remédio que é o Sr. Tempo, ajuda de vez...sem nenhum direito a memórias.

De toda dor, tiramos um aprendizado. Imagino que só da dor da perda pela morte que isso não acontece. Porque eu não tirei nenhum aprendizado quando perdi meu amado avô. Até hoje fico me perguntando por que ele tinha que desencarnar tão cedo... uma das perguntas que eu vou levar pra sempre. Agora dores que passam, a gente ganha sim. Ainda não sei qual o meu para este tempo que ando passando. Talvez o de me iludir menos com a vida ou a de colocar limites nos meus sonhos mais simples e nem por isso menos importantes. Sonhos pequenos, gentis com o mundo. Apenas um canto, uma TV, um computador...quem se ama, Salvador em volta deste sonho. O pequeno sonho de que tudo em sua vida seja equilibradamente equilibrado. Apenas... que tudo tenha um sorriso quando acorda...um jeito doce de dizer bom dia.

Acho que é isso Adriana, bingo!!! Sonhe menos, seja menos imbecil quando se permitir sonhar e imaginar que o que você quer é tão simples. Não, não é simples... é complicado. Porque a mente humana nem sempre é generosa, nem sempre é doce , nem sempre tem toda a gentileza do mundo. E é assim que é... não tem muito por onde correr ou inventar. Aliás, para quê inventar? Para que? E sentimento se inventa? Acho que sim...

E o dia vai continuar cinza... cinza... será que os vôos do Galeão serão cancelados hoje? ....Acho que sim...acho que sim...

4 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

Um feliz OLHAR NOVO!




O grande barato da vida é olhara para trás e admirar a sua história...é viver a cada momento como se a felicidade fosse aqui e agora... Claro que a vida prega peças...as vezes o pneu fura, chove demais, o sol está absurdo. Mas ei...eu quero viver bem! Este ano foi cheio...cheio de coisas boas, de revelações, de perdas, de desilusões. Tudo bem, as vezes esperamos demais das pessoas...o amigo que não veio, o amor que se foi, a grana que não entrou. A natureza tem sua personalidade forte, o Universo tem suas regras e daí? Se não dá para mudar...como você faz? Desejar o mal do mundo? Acabar com sua vida por causa de um problema? Sabe o que peço a Deus hoje em dia? Sabedoria!

Chorar de dor, de tristeza é normal. Todos passamos por isso. Não tem como fugir. Mas se olhassemos o outro com mais entendimento e generosidade, será que não teríamos uma chance de fazer de novo e bem feito? Ou de novo, mas diferente? E se entendermos de vez nossas fragilidades, perdermos a vergonha de sermos sinceros e darmos a volta nisso tudo? Somos fracos, mas podemos melhorar. Somos egoístas, mas podemos aprender a pensar no outro.

Este ano que vem aí pode ser massa, divino! Ou pode ser puro orgulho...depende de mim, de vocês. Depende de cada um de nós, do mundo que nós fazemos para nós mesmos. Vamos olhar diferente para nossos problemas, para o que nos faz doer, para o que sonhamos, para o que objetivamos.

Então, por tudo isso..eu desejo um FELIZ OLHAR NOVO!

4 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

Modo de Usar

Pode invadir
Ou chegar com indelicadeza,
Mas não tão devagar que me faça dormir.
Não grite comigo, tenho o péssimo habito de revidar...
Toque muito em mim
Principalmente nos cabelos
E minta sobre a nocauteante beleza.
tenha vida própria,
Me faça sentir saudades,
Conte algumas coisas que me fazem rir...
Viaje antes de me conhecer,
Sofra antes de mim para reconhecer-me...
Acredite nas verdades que digo
E também nas mentiras, elas serão raras
e sempre por uma boa causa.
Respeite meu choro,
Me deixe sozinha,
Só volte quando eu chamar e,
Não me obedeça sempre
que eu também gosto de ser contrariada
Então fique comigo quando eu chorar, combinado?
Me conte seus segredos...
Me faça massagem nas costas
Não fume,
Beba,
Chore,
eleja algumas contravenções.
Me rapte!
se nada disso funcionar...
Experimente me amar!

Este texto é de Martha Medeiros... como sempre, muito bom!

5 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

Respeito...


Recebi isso hoje de uma amiga...

“Respeito é mais um verbo do que um substantivo. É algo que você faz mais do que algo que você recebe. Respeito é afirmar a bondade e o valor do outro. É estimar ou agradecer o valor de alguma qualidade ou habilidade que outra pessoa possui. Mais do que qualquer demonstração visível, respeito é a forma como mantemos alguém com a “luz de nossa consciência”. Trata-se de como criamos “o outro” dentro de nós. Nosso respeito será definido pela qualidade da luz que envolvemos o outro em nossa mente, muito antes que palavras e comportamentos expressem isto.”

Mike George


1 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

Sim, eu sou publicitária!


Acho que já pus este texto aqui, mas tem muito tempo...resolvi repor com algumas intervenções cirurgicas minhas! =)


1. PUBLICITÁRIA dorme. Pode parecer mentira, mas ela precisa dormir como qualquer outra pessoa. Não a acorde num Sábado, às 6 a.m.! Esqueça que ela tem telefone em casa, 34 celulares. Ligue só na 2a.

2. PUBLICITÁRIA come. Incrível, mas é verdade. PUBLICITÁRIA também precisa se alimentar, e tem hora para isso, na hora do almoço.

3. PUBLICITÁRIA pode ter família. Essa é a mais incrível de todas: mesmo sendo PUBLICITÁRIA, a pessoa precisa descansar no final de semana para poder dar atenção à família, aos amigos e a si própria, sem pensar ou falar sobre planejamento de mkt, mídia, parcerias, permutas, etc...

4. PUBLICITÁRIA, como qualquer cidadã, precisa de dinheiro. (Por essa você não esperava, né?). É surpreendente, mas ela também paga impostos, compra comida, paga aluguel, roupas e sapatos e vai a um cineminha para relaxar. E o fundamental: pode parecer bizarro, mas os livros para "UPLOAD" do profissional, os cursos, o operacional do escritório e a administração disso tudo não acontecem gratuitamente. Impressionante, não? Entendeu agora o motivo dela cobrar pelo Plano Comercial e pela Assessoria?

5. Não é possível resolver problemas de layout por telefone. Precisa comentar?


6. De uma vez por todas, vale reforçar: PUBLICITÁRIA não é vidente, não joga tarô e nem tem bola de cristal. Ela precisa rever os Planejamentos muitas vezes para maturá-lo e poder superar as expectativas. Se quiser um milagre, procure São Judas Tadeu que é especializado em causas impossíveis e deixe a pobre da PUBLICITÁRIA em paz.

7. PUBLICITÁRIA não é mágica! Ora você se assustou com isso? Sim ela não faz mágica da multiplicação da imagem; por isso, se você deseja um folder com fotos, forneça meios dela obter essas fotos. Contrate um fotógrafo ou faça você mesmo as fotos ou, ainda,pague pela compra delas num banco de imagens.

8. Em reuniões de amigos ou festas de família, a PUBLICITÁRIA deixa de ser PUBLICITÁRIA e reassume seu posto de amiga ou parente, exatamente como era antes dela passar no vestibular. Não peça conselhos sobre a logo da sua empresa, o folder que não deu certo ou o site que não funciona. Procure-a na segunda feira, combinado ?

9. Não existe apenas um estudozinho - qualquer estudo requer um conceito, horas de trabalho, e tem que ser pensado, estudado, analisado, impresso em provas e, é claro, cobrado. Esses tópicos podem parecer inconcebíveis a uma boa parte da população, mas servem para tornar a vida da PUBLICITÁRIA, normal...

10. Quanto ao uso do celular: celular, é ferramenta de trabalho. Por favor, ligue apenas quando necessário. Às 23 h, mesmo que você ainda duvide, a PUBLICITÁRIA pode estar fazendo alguma coisa que você nem pensou que ela fazia, como dormir ou namorar, por exemplo. Tem até PUBLICITÁRIA que gosta de ver um filminho na TV, sabia?

11. Antes de aparecer : por favor, marque hora. Se vc pular essa etapa, não fique andando de um lado para o outro na sala de espera.. Ela não tem culpa se você decidiu aparecer de última hora pra trocar idéias.

12. Quando se diz que o horário de fechamento de um arquivo é às 18h, não resolva enviar as 5.670 alterações às 17h30! Se resolver fazer isso, saiba o risco que corre do seu trabalho sair atrasado. Envie as 5.670 alterações até às 12h, pelo menos.

13. Na hora de aprovar um layout, por favor, aprove baseado em conceitos e não baseado no "ah! minha filhinha de 4 anos, a-do-ra cor de rosa!" ou então: "mas todo mundo faz assim". Se for para fazer "receita de bolo", você não precisa de PUBLICITÁRIA, você precisa de cozinheira ou o sobrinho dela que "mexe" com computador.

14. Infelizmente para você, a cada novo JOB, a PUBLICITÁRIA poderá e deverá fazer novos estudos, criar novos conceitos,mas isso tem um custo. Por favor, não tente subestimar nossa inteligência, tentando fazer mil mudanças em um layout antigo para não ser cobrado como um novo. Lembre-se: remendos novos em layouts velhos podem sair caros no final! É como reformar a casa: mais fácil e mais em conta construir uma nova

15. A PUBLICITÁRIA não deixará de cobrar o Planejamento de Mkt só porque você já gastou demais em outras coisas. As PUBLICITÁRIAS conhecem bem o ditado "O barato sai caro"!

16. A PUBLICITÁRIA que também é Mídia, Atendimento, Diagramadora, Assessora de Imprensa e Criação, não pode ser também a revisora de textos e, ainda, ter que lhe entregar tudo isso em uma semana e, pasme, aceitar receber R$ 250,00. E, absurdo dos absurdos: pagar todas as provas de impressão onde ela tenha que refazer tudo 10 vezes porque o editor vai corrigindo o texto nas provas ! Acredite! a Princesa Isabel acabou com a escravidão há muitos anos atrás!! Veja o documento no Museu Imperial de Petrópolis!


3 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

Dicas da telinha



“E” e “se” são duas palavras inofensivas quanto qualquer palavra. Mas coloque-as juntas, lado a lado, elas tem o poder de assombrá-la pelo resto de sua vida. “E se”... E se? E se? E se? Não sei como a sua história acabou. Mas se o que você sentia na época era amor verdadeiro, então nunca é tarde demais. Se era verdadeiro então, por que não seria agora? Você só precisa ter coragem para seguir seu coração. Não sei como é sentir amor como o de Julieta, um amor pelo qual abandonar os entes queridos, um amor pelo qual cruzar oceanos. Mas gosto de pensar que, se um dia o sentisse, eu teria a coragem de aproveitá-lo. E, Claire, se você não o fez, espero que um dia faça. Com todo meu amor, Julieta

Esta é a carta que dá início ao filme Letter to Juliet .... vejam e vocês entenderão o porquê. Não tem graça contar... Tem filmes românticos que tem a mesma pegada, por assim dizer. Todos nós já sabemos o que rola no final. Como é o esquema e blábláblá. Isso não foge deste filme. O que vai se fixar em sua mente não é o que acontece no final, mas como os personagens chegaram até lá. Eu sou fã ardorosa de Vanessa Redgrave. Desde do útero de minha mãe. Ela passa cada sentimento em um olhar. E sabe que o faz muito bem. Então, um salve para a atuação da atriz... A principal que esqueci o nome agora, Deus... parece o Smeagol. De cara , porque de atuação o Smeagol é melhor. É o que estraga e ao mesmo tempo liga todo o roteiro. Nem tudo é perfeito. Gael Bernal leva, assintomaticamente, o filme. Um desperdício colocá-lo em , praticamente, uma ponta. Porque o acho ótimo ator. Enfim, vamos ao que interessa: o caminho que leva todos os personagens a repensarem coisas, trocarem de caminhos, libertarem seus corações e acreditarem no grande e verdadeiro amor, é pulsante. Para os que não acreditam no velho e bom amor de toda a vida, podem assistir qualquer outro filme de Steven Seagal... estarão bem servidos. Mas para os que acreditam , piamente que um grande e verdadeiro amor é para a vida toda, please, assistam..se entreguem,..se deixem levar. Principalmente pela fotografia do filme...que coisa bela!
Minha querida Itália (não, ainda não fui..mas é um sonho de menina) com takes EXCEPCIONAIS.

Outro filme para pensar (sim folks, hoje me predispus a ver filmes que me fizessem ver e repensar coisas que estão meio em desalinho), é o ótimo roteiro de “Every Day” com a ÓTIMA Helen Hunt. Uma família de 19 anos, um filho gay (que o pai não consegue aceitar normalmente), uma mãe desgastada pelo tempo de casamento e um pai meio celerado. Junta logo depois com o pai da mãe que nunca amou de verdade. E que no final das contas , é quem cria uma quebra no que já não estava bem e consegue, sem querer e pensar, juntar e alinhar. Ótimo filme...me espantou um pouco como Helen Hunt está velha. Ou então Adriana burra, é a maquiagem que já fez isso mesmo para que você (eu) ficasse com a pena que teve durante o filme... é, faz sentido..

Outro que não dá pra deixar JAMAIS de indicar: Meu Malvado Favorito! Povo, please..é URGENTE que vocês vejam e se preparem para rir. Desde Monstros, eu não via um desenho tão bem roteirizado, feito, personagens tão instigantes, vozes que se casam perfeitamente com os "atores" (original)...um absurdo! Não tem moral da história que não seja: toda pessoa muito má, tem algum amor dentro de si. E só tem essa mesmo! Mas vale TAAAAANTO assistir.

Enjoy folks!



1 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

Comentário meu no Dendê Cultural...



"Não vou me pegar em nomes dos personagens, porque é óbvio e ululante que não vou lembrar. Mas vale dizer que este filme me encantou. Não só pelas atuações dos três principais, como pelo todo e pela mensagem que foi passada sem um pingo de pieguice. Um plus de "nossa, como trabalha bem essa mulher" para Julianne Moore . Perfeita! Annete Bening também..."

continue lendo..clique aqui

1 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

As coisas que não deviam ser, mas são...


Romero Britto, um puro artista brasileiro, radicado em Miami...


As coisas deveriam ser diferentes. Ou não. De repente são como são para que a gente aprenda exatamente o que é pra ser entendido. Foco minhas idéias nisso para não dar uma pirada básica. Ouço muitas histórias, vejo pessoas de má índole fazendo o que querem, ganhando como querem as paradas...e pergunto a Deus: Por que?

Ando extremamente cansada de ser A racional, A gente boa. E o que a gente ganha exatamente com isso? Com o quê a vida nos presenteia? Não estou aqui urrando contra Deus, de forma nenhuma. Estou é irritada comigo mesma , que por vezes ainda estranho certos comportamentos, falta de ética ou até uma maldade latente que eu teimo em não querer ver. Ingênua? Não...não tenho um único traço de ingenuidade. O que eu tenho é aquele maldito bichinho que me faz ainda, acreditar nas pessoas.

É um inferno de Dante isso! Parece que quando você dá aquela caidinha, tudo desaba. Você corre, corre, luta, dá murro na ponta de uma faca mega afiada e nada se transforma como deveria. Aí vem as frases: " Mas Adriana, isso vem de você". Agora alguém monte aquela frase e me diga " Adriana, ó deixa te explicar onde está o remédio... blablabla".

Ei, você tb está nessa ? Acorda! Ninguém vai te dar o caminho de porra nenhuma! Então, a noite vem e cada dia te diz que a sua conta do cartão tem que ser paga na data certa. Os juros são absurdos....você prefere o que? Ficar mal com os juros do cartão ou sem eles? É uma escolha...Ta vendo ? Tudo na merda da bagaça é escolha. Opções...

Dá pra pegar uma estrada legal? Sim, Adriana... rumbora lá pegar uma estrada boa. Você não vai ter um mar de rosas, porque isso não presta pra te amadurecer, mas vai ser uma estrada vitoriosa. Porque você merece isso, Adriana! Uóóóóm... to interiorizando isso!

Chega..foi um desabafo doido...só!

Inté folks


0 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

O meu Rio é lindo...definitivamente...eternamente



Sim, são minhas fotos...não lembro se já postei por aqui, mas vale à pena inseri-las novamente. Ontem fui ver Cats e quando saí do Vivo Rio, lembro de ter comentado: "Poxa, uma pena o céu estar cinza hoje". E aí, antes de chegar a um barzinho em Copa, me perdi olhando o Rio em sua irritante malcriação em ficar cinza, do Flamengo até Copa.

Eu amo Salvador...talvez por escolha de alma, de coração...de amor. Mas o Rio me encanta. Continua me encantando sempre...ainda mais quando me pega nestes momentos de descuido. Vim olhando aquilo tudo... um Pão de Açúcar lindo...uma geografia perfeita para que o bondinho passeie por cima do mar da Marina da Glória...da Guanabara. Aquele mar lindo... com seus iates e lanchas paradinhos que fazem o favor de iluminar parte daquele azul...

E com dois tuneis de diferença, você já se acaba no tanto de areia clara, calçada famosa e mar de Copa. É como se sentir entregue à cidade no seu referencial mais puro e intenso. Como se o frescor eterno e a alma carioca te abraçasse. Você está ali, no ícone de 99% dos cartões postais da cidade... Copa. Você olha para o lado, tem o Pão de Açúcar...se volta para trás..o Cristo. Tá tudo ali...perto de você, diariamente. E me dei conta que nessa vida tão corrida, abafada, escalofobética, não temos tempo de nada. Será que é assim? Que deve ser assim? Quando você ficar cego vai se dar conta que não olhou direito o mar de Ipanema? Quando você ficar surdo, vai reclamar que não foi ouvir o sambinha gostoso da Lapa a contento?

Ou seja..vivamos! A gente não sabe ao certo, quanto tempo tem e nem quanto tempo tem integralmente saudável pela frente... Go ahead! Have a fun!

1 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

Para quem gosta de musicais...



Para quem gosta de musicais, vale dar check in na minha cobertura sobre o musical "Cats" que está rolando aqui no Rio de Janeiro. Belíssimo musical!

"Dogs" não seriam tão charmosos quanto "Cats"

clique no link acima

0 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

Enfim, eu curto Ricky Martin



Acordei cedo e tomando café , dei de cara com Ricky Martin na Oprah. Permaneci por lá sem muita vontade, mas...go ahead! Prestei bastante atenção até, porque queria ter a plena certeza que era tudo jogada de marketing do cara. Mas qual não foi minha absoluta surpresa quando, pela primeira vez na vida, me vi encantada com Ricky Martin!

Sempre achei, desde que a história dele começou, que era alguma jogada muito bem feita de marketing. Ao mesmo tempo, relutava: mas pra quê? O cara é super respeitado, tem grana e prestígio..pra quê? E isto me martelava a cada dia que dava de cara com alguma notícia do gênero. Mas ver aquele homem lindo, enorme e comovidíssimo falando com Oprah, me deixou com mais esperança na humanidade.

Uma das minhas grandes revoltas , é o preconceito com a orientação sexual das pessoas. Por que choca tanto duas mulheres ou dois homens juntos? Em que isso perturba a sua vida, o seu cotidiano? Em que isso fica na sua mente à noite? Pelo amor de Deus , em que? Sou intensamente contra a homofobia e não curto as pessoas que , descubro, tem esse lado negro da força.

Com dois gêmeos, Martin me deixou encantada com a força de vontade dele e a coragem, acima de tudo, de encarar a mídia devastadora em certas situações. Uma entrega de alma mesmo, com um problema que o acompanhava: assumir ou não? O que virá disso? Bravo homem! O melhor foi quando ele disse: “Assumi porque com dois filhos, eu queria estar limpo de alma com eles. Não queria criá-los em uma mentira. Meus filhos serão homens capazes de assumir qualquer coisa. " Ele mostrou uma preocupação linda com os bebês que, com certeza, no futuro sofreriam alguma coisa. E preferiu tomar logo a decisão. Achei de um juízo, uma lucidez absurda!

E a partir disto é super interessante que os imbecis de plantão procurem se preocupar mais com o que é realmente vergonhoso: políticos ladrões, assaltos absurdos rolando por todo Brasil, AIDS que se espalha, crianças pelas ruas jogadas as drogas e afins. É preciso que nos preocupemos REALMENTE com o quê interessa e prejudica o futuro. O meu, o seu, o dele... Rumbora parar com essa palhaçada ridícula de que duas mulheres ou dois homens não podem se amar de verdade. Porque gente, estou falando de amor. Não estou falando de putaria e afins. Amor, sentimento, paixão, gentileza com seu par...estou falando do que qualquer pessoa pode sentir e receber de qualquer outra pessoa. Se já está tão difícil um mundo mais amoroso, por que ainda impedir que os iguais se amem? Qual o problema maior nisto? Amor, decididamente, não tem sexo e sim..sentimento!

Respeito é bom e todo mundo gosta! Aprenda a aceitar e respeitar o amor de quem está ao seu lado! O mundo agradece! =)





3 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

Tempos em Tempos....




De tempos em tempos você acaba atinando que algo tem que ser mudado (novamente) ou até deletado de sua vida. Pode ser fruto de uma TPM absurda ou um aniversário (como foi o meu caso). Fiz 40 anos dia 04/11 ... medo deles? MUITO! Estética? Em hipótese alguma! Isto todos resolvemos com as maravilhas dos creminhos e afins. Nada a ver. Medo do que virá, de como será, de como lidar, de como sentir essa nova idade. O meu medo vai muito além de um desejo de botox.

Pra ser sincera para vocês, sou uma escorpiana super desequilibrada com meus desejos e sentidos. Por vezes quero muito aquilo ali... 30 minutos depois me parece desinteressante a vida toda. Não sou de “amores”. Sou de “humores”. Eles viram de hora para outra. Não agrido ninguém (se essa pessoa não pedir por isso), mas consigo ir de uma ponta a outra de humor num estalar de dedos. Os 40 acho que vieram como uma “porteira”. Que a gente tem que atravessar, não tem jeito. É encarar o bicho de frente. Porque se você não encara, faz o que? Nada. Então, go ahead. O jeito é pegar o touro à unha. Dificil a gente SE entender com uma idade que não tem mais tantos sonhos. Sim folks, sem lástima. Nos 40 você não sonha, você faz. Claro que não estou dizendo que é uma tragédia esta idade (sim, to lutando contra mim mesma...Dri, não é uma tragédia), mas é surreal você levar sua vida como se você tivesse seus 25. Não tem. Aceite esse fato (Adriaaaanaaa, aceite este fato). Não! Pára tudo! Eu não queria ter 25 anos. Na real, queria ter 35. Voltar aos 35 para refazer passos que não deveria ter dado.

A situação atual é uma só: não dá para resolver o que já passou. Dá para começar a fazer direito, e bem feito, tudo que ainda está por vir. E o Universo vai trazer muito mais pra gente..basta acreditarmos. Vi um filme hoje (Amelie) que no final o trecho da atriz principal era: “ Cada um tem o seu oceano para atravessar. Pode ser arriscado, claro. Mas quem disse que sonhos tem limites?” .

Já ultrapassei tantos limites nesse tempo curto de vida. Sim...curto... deixe eu falar perto de uma senhora de 87 anos que me sinto meio old lady..ela me xinga. Voltando aos limites: ultrapassei tantos, convivo com tantos mais. Eles são os detalhes que formam e embasam a nossa maturidade. Para quê evitá-los? Em uma crise de auto-estima,o que mais consegue te levantar sem necessidade de rivotril da vida: obstáculos. Porque quando você consegue, dá uma leveza interior do tipo “ poxa, eu consigo fazer isso..de verdade.” E engraçado que parei 5 minutos para ler o que to escrevendo aqui e vi que tudo que relatei, pode acontecer com qualquer um de vocês que está lendo por aqui...pode rolar com 25, 30, 23, whatever!!! A nossa briga com a vida (sempre temos isso pelo caminho), acontece em qualquer época. A minha, que pensei que ia ser dos 29 para os 30, é agora...com 4.0. Sinceramente espero acalmar meu coração que já tem amor (que é o mais importante) por 1 ano e 4 meses HOJE (happy birthday for us \o/ ) e ficar em paz comigo mesma. Preciso achar que tudo pode ser de novo, novo... com 40 ou não, a questão de verdade, é sempre o que vai DENTRO de você. O que você tem na sua cabeça para expressar, viver, lutar, torcer, vibrar.

Obrigada Deus, por ter chegado aos 40...que venham mais 40! =)





0 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

Tem dias....



Não, não estou falando “daqueles dias” de todo santo mês. Falo de um todo. Dias de mau humor, dias de uma tristeza que vem não sei de onde. Dias de preocupação (seja com dinheiro ou não). Dias que simplesmente , nem deveriam existir pelo simples fato de serem tão incoerentes com as coisas que sentimos e desejamos _ ou que entendemos como sendo desnecessárias naquele momento. E se repararmos, esses tais dias sempre nos pegam desprevenidos.


Incautos, damos diversos nomes a “estes dias”. Pode se chamar enxaqueca...mau humor tão somente... até má digestão. Será que é porque não queremos enxergar a fundo o quê anda rolando? Sim, eu levanto a mão e grito: “SIIIIIM”. É por aí. A mesma fuga que temos quando chega na 4ª feira e pensamos: “Na 2ª com certeza, eu começo a dieta”. É igualzinha!


Não entendo como medo de resolver tal situação. Eu pelo menos odeio ter medo e por ter medo de ter medo, eu vou lá e chafurdo logo o que tem pra ser visto e resolvido. Posso até não conseguir uma resolução de cara, mas afasto a angústia de ter medo por causa daquele negócio ali em minha vida. Se Deus quiser, a solução virá em algum momento.


E nestas horas de profunda confusão mental ou insatisfação ou até um mini-desespero, eu oro bem forte e peço aos céus a calma necessária para me livrar deste processo. Pois, se você pede solução, ela não virá. Creia! Você precisa passar por isso. Você precisa sair disso por suas próprias pernas. Não tem outro jeito. Já no filme “Nosso Lar” podemos ver que todos os obstáculos são uma forma de aprendizado. Sim, são! Não precisei ver o filme para entender e aceitar isso em minha vida. Aí, por 4s , você pára de reclamar. Sim, já percebeu isso? Quando estamos em um problema menor para o mundo e olhamos para o lado e vemos coisas absolutamente maiores e quase insolúveis, a gente tem vergonha. Coisa de 4s porque no nosso mundo, quem importa, somos nós mesmos.


O fato é: você pode resolver seu problema! Caso contrário, seu carma nunca arcaria com ele. É fácil de entender ne? Mas desastrosamente difícil de aceitar. Eu não aceito por inúmeras vezes. Acho sacanagem, putaria e por aí vai. Acho que poderia ser diferente, menos doloroso. E quando o problema passa e consegui (realmente) tirar um questionamento interior profundo de tudo, é que peço perdão a Deus e digo para mim mesma: Sua burra, aprendeu?


E vamos a frente...porque não tem outro jeito. Caminhar é o que lhe resta. MAS claro que você pode ter a absurda idéia de parar de se movimentar. A vida é sua, não me diz respeito. Mas pense bem...é o caminho? As coisas não vão cair do céu ou bater à sua porta. Isso não existirá nunca (a não ser granizo ou cobrador). Vale muito mais a pena se estropiar toda tentando do que a velha e mais interessante (em um primeiro momento) deixar a vida te levar. Você que tem que levar a sua vida. Zeca Pagodinho só cantou isso pra te alegrar, não é pra você levar a sério...


5 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

Lya Luft é cultura...


Sempre li muito pouco de Lya Luft...não foi insensibilidade com a escritora..não sei explicar. Ultimamente ando lendo coisas dela pela internet. E neste domingo típico (com jogo de Vasco e Flamengo no Maraca), achei tudo de bom esse texto. E..é isso mesmo! Que o outro saiba me reconhecer...


Que o outro saiba quando estou com medo, e me tome nos braços sem fazer perguntas demais.


Que o outro note quando preciso de silêncio e não vá embora batendo a porta, mas entenda que não o amarei menos porque estou quieta.

Que o outro aceite que me preocupo com ele e não se irrite com minha solicitude, e se ela for excessiva saiba me dizer isso com delicadeza ou bom humor.

Que o outro perceba minha fragilidade e não ria de mim, nem se aproveite disso.

Que se eu faço uma bobagem o outro goste um pouco mais de mim, porque também preciso poder fazer tolices tantas vezes.

Que se estou apenas cansada o outro não pense logo que estou nervosa, ou doente, ou agressiva, nem diga que reclamo demais.

Que o outro sinta quanto me dóia idéia da perda, e ouse ficar comigo um pouco - em lugar de voltar logo à sua vida.

Que se estou numa fase ruim o outro seja meu cúmplice, mas sem fazer alarde nem dizendo ''Olha que estou tendo muita paciência com você!''

Que quando sem querer eu digo uma coisa bem inadequada diante de mais pessoas, o outro não me exponha nem me ridicularize.

Que se eventualmente perco a paciência, perco a graça e perco a compostura, o outro ainda assim me ache linda e me admire.

Que o outro não me considere sempre disponível, sempre necessariamente compreensiva, mas me aceite quando não estou podendo ser nada disso.

Que, finalmente, o outro entenda que mesmo se às vezes me esforço, não sou, nem devo ser, a mulher-maravilha, mas apenas uma pessoa: vulnerável e forte, incapaz e gloriosa, assustada e audaciosa - uma mulher.

4 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

Sobre traição..



Na hora do almoço, vi um programa (por 20 min ) que falava sobre a tal da traição. Legal o papo, as idéias e tudo mais. Uma antropóloga falou que era coisa antiga isso de traição... que as pessoas sabem muito bem o que querem quando entram em um relacionamento. Outra psicóloga ja dizia que o mundo estava evoluindo para que as relações fossem completamente abertas...etc e tal. O que eu acho disso?

Repare: se eu amo tal criatura, quero ter uma relação com ela, por que meu Deus, eu vou trair? Não concebo. Se não amo, não entro na relação. Pra quê? Eu vou olhar pro lado, vou prestar atenção em uma morenice qualquer e pum...lá estarei eu traindo. Porque a gente se conhece ne? A gente sabe, mesmo que não queira falar, quais são nossos limites mais insanos. Eu conheço alguns meus. Eu disse , alguns!

Sou uma apaixonada intensa. Daquelas que chora quando a coisa não vai bem, que se entrega 100%, que tenta compreender e ajudar ao máximo que me permitam as minhas forças, que gosta de cuidar , que gosta de conchinha. Como diz minha amiga Cau "você é A intensidade em pessoa". Sim, eu sou. Admito!

E nesses último dias eu pensei horrores. E quem me conhece sabe que "vivo" pensando. Senti falta, ausência, dor e abri um sorriso 3D domingo passado. Sei lá porque cargas d'água, quando tenho um problema, ele remexe nos outros que estão quietos. E aí faz-se a tempestade...E por que eu saí do assunto traição mesmo? Não, não saí...

Trair é coisa do passado , assim como a antropóloga pensa. Colocar em risco todo o plano de vida (sem maiores futuros lá em 2015) que você construiu com a pessoa que permeeia seu pensamento é , no mínimo, idiotice. E o que você faz com tudo que pensou? Com tudo que sentiu? Burramente joga por fora por um caso sem nenhum nexo? Não concordo...por isso sigo meus sentimentos com toda a força e intensidade que eu possa, porque eu sou assim..entregue... Portanto, lealdade ao que sinto e fidelidade à pessoa que está comigo, são fatores absurdamente importantes para minha vida. Eu só me sinto bem comigo mesma quando sou sincera com meu amor...

Viajei ne? Sim, to meio sem raciocínio hoje e aí venho aqui para falar... não é um desabafo..esse texto de hoje, não... É apenas uma colocação de idéias!

That's all folks!

3 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:



"Não sinto nada mais ou menos, ou eu gosto ou não gosto. Não sei sentir em doses homeopáticas. Preciso e gosto de intensidade, mesmo que ela seja ilusória e se não for assim, prefiro que não seja.

Não me apetece viver histórias medíocres, paixões não correspondidas e pessoas água com açúcar. Não sei brincar e ser café com leite. Só quero na minha vida gente que transpire adrenalina de alguma forma, que tenha coragem suficiente pra me dizer o que sente antes, durante e depois ou que invente boas estórias caso não possa vivê-las. Porque eu acho sempre muitas coisas - porque tenho uma mente fértil e delirante - e porque posso achar errado - e ter que me desculpar - e detesto pedir desculpas embora o faça sem dificuldade se me provarem que eu estraguei tudo achando o que não devia.

Quero grandes histórias e estórias; quero o amor e o ódio; quero o mais, o demais ou o nada. Não me importa o que é de verdade ou o que é mentira, mas tem que me convencer, extrair o máximo do meu prazer e me fazer crêr que é para sempre quando eu digo convicto que "nada é para sempre."

Gabriel Garcia Marquez

2 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

Engraçado...



Eu já estava saindo, Lapa é o local de hoje! Mas "achei" de entrar no meu blog...sim, este que vocês leêm . Mas parei para pensar em como sou observadora e mato "charadas" imediatamente. Não era assim sempre. Era muito "será?" , "pode?" ...e isso nunca deu certo. Nunca.

Todo Maracanã sabe da minha paixão por Salvador... os amores que me levaram e levam até lá, foram apenas as tais "Pontes de Madison". Salvador é como se fosse uma cidade incrustada no meu coração... Fiquei por lá quase dois meses agora (Junho e Julho) e pude sentir que não tenho como abdicar da serenidade e da paz interior que a cidade me dá. Andar pela orla da Barra a noite, de dia, ver o por do sol pontualmente as 17h15...se demorar ele se põe as 17h17... é reconfortante. O meu momento é de mudança...e Salvador sempre me ajuda a pensar. Na melhor forma de lidar com essa mudança...

Hoje, sei la porquê estava pensando nisso a tarde: fichas caíram. E parei para me olhar no retrovisor do meu passado e pensei: Buda, como mudei! Estou mais solta das pessoas, mais amadurecida no modo de cuidar e agir com os outros. Estou mais convicta de algumas coisas (menos que chocolate faz mal...isso não muda..tsc, tsc). Mas permaneço com meu coração como um campo de futebol. São quilometros quadrados de pura entrega ao que acredito.

E li um comentário no meu blog (que pus a resposta aí abaixo) que me fez pensar: a vida nunca erra! Você tem sim o livre arbítrio, mas quando não o utiliza, não faz uso de um "bem" que te pertence, vem o Universo e POW! Te massacra...MAS, ele te levanta...ele te dá caminhos, muletas, bengalas, whatever! Mas ele te levanta.

As pessoas, algumas, sempre me marcaram muito. Não guardo amores do passado, não. Mas também não guardo tantas mágoas. Elas me doíam e eram um peso muito chato. Não gosto de mochilas que não contenham Adolpho (meu lap) ou uma muda de roupas! E com esse comentário inusitadíssimo, comecei a pensar em como mudei desde alguns anos pra cá. Mudei em sentimento, me respeito muito mais...mudei em cuidados, consigo visualizar que a pessoa deve se virar, mas tem meu ombro se quiser berrar ou simplesmente ficar em silêncio...Mudei na insistência de uma situação perdida...se não era pra ser, não foi! Deus sempre saberá o quê fazer com a dor que te restou.

Hoje, Renata me disse: de toda dor a gente sempre tira um aprendizado. E ela vem me dizendo isso há uns dias..é verdade..a gente tira. De uma dor imensa de anos, eu tirei vários! E hoje mudei de novo em questão de uma semana (com 39 anos, não temos a vida inteira para "aprender a viver certinho"). E falei : Eu mudei, estou pronta e vamos ser felizes!

É disso que falo...memórias me vieram agora em cataratas...mas me fazem ver mais uma vez que Deus SEMPRE sabe exatamente o que faz ... a dor de dente nunca dura pra sempre...Mas não é exatamente por isso que o que vivemos ou passamos por um tempo, não foi válido, bonito e fez uma parte IMENSA de nossas vidas. Não jogo fora as lembranças boas...NUNCA! Seja de um café ou de um chocolate quente... =)

That's all folks

4 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

Plágio



Li um post de minha amiga Cau e vou plagiar aqui...a idéia, não a essência. Até porque as portas abertas que temos são para situações completamente diferenciadas. Por isso, o plágio se resume à idéia..

Eu sempre fui emocional demais. Um amigo me disse: quando você desligar o coração para pensar, tudo vai funcionar melhor em sua vida. Admito que ele está certo. Minha razão as vezes me vem a duras penas. Diria em momentos quase nunca equilibrados. Só quando estou na beirinha do tal poço interior. E ela surge, tal e qual fênix.

A questão é uma só...eu ainda estou de portas abertas. Seja do olhar, do coração, da mente, da audição, do corpo. Aquela sensação mágica de amor, de ternura, de amizade, de companheirismo e de puro carinho , ainda me invadem de tal forma que tudo pode ser modificado da melhor maneira possível (o que precisa ser mexido, claro). A questão continua sendo uma só... os olhos não veem outra coisa ou a mente não pensa de outra forma...a não ser no que tenho dentro de mim.

Hoje em dia é até besta a gente comentar esse tipo de coisa. As pessoas veem como "ai, que coisa demodê". Caguei para vocês que veem um amor enorme desse jeito. Sim, cagueeeei! Lá na frente, na hora do "vamo ver", é que quem não consegue cultivar isso dentro de si da melhor e mais pura forma, vai ver o que é a real. E para isso não precisamos ser zilhões de Nostradamus não. As pessoas trocam umas pelas outras deixando dor para todo lado. Humilham, esquecem que aquela pessoa que ficou ali, quieta, parada, pode estar com uma dor monstra. Em silêncio... Estas pessoas um dia vão ter que ver e sentir o outro lado da moeda...é justo que isso aconteça! Já topei com algumas na minha vida...daquelas que dilaceram. É péssimo, de cadeira eu comento.

Mas o que me importa hoje é o amor que carrego aqui dentro. Enorme...imenso..intenso..saudável...modificado...forte...sincero...singelo...gentil e apaixonadamente apaixonado. Ele que, neste momento, me importa...me dá energia. Só ele...porque eu sou realmente feita de amor...de carinho...de atenção...de preocupação...de cuidados...Eu sou feita do que Deus me permite ser feita...de amor..tão somente...

Enfim, desabafo de manhã de sábado...

Inté folks....

0 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!: