07 de Janeiro de 2010

Foto da Praia de Ipanema que tirei num dia de sol de Rio de Janeiro...quase nos seus 40!

Pois é, primeira semana de Janeiro acabando praticamente. Hoje pra mim é um dia especial por um motivo maior: pelo sorriso que anda dando a minha alma e o meu coração. Parabéns pra gente!

E graças a Deus que tenho um motivo para sorrir hoje e sempre. Aliás, dizem por aí que o simples fato de estarmos vivos já deveria ser um sorriso constante. Ontem, vendo o Saia Justa, as meninas falaram sobre " Como você quer morrer?" . Saiu um comentário de uma matéria feita na Inglaterra onde um senhor falou: " Quero morrer com 92 anos com um tiro dado pelo marido da minha amante de 30". Olhando pelo lado poético da coisa, achei massa! Mas como morrer? Não sei ainda . Sempre paro para pensar nisso, porque na real: pode ser daqui a pouco...amanhã de manhã. E com essas tragédias das chuvas aqui em solo carioca, me pego pensando...por que eu reclamo tanto de tantas coisas inócuas? Inócuas para o Universo, para o meu mundo mega importantes. Será que não é hora de revermos a verdadeira importância de cada coisa que nos rodeia? Ou até que nos restringe em certos momentos?

Será que eu não estou dando valor e importância absurda para um problema que , no fundo, não vejo como resolver por puro medo? É..são questionamentos que vem e vão. Mas que são sérios e consistentes. Quando lembro que uma menina de 18 anos morreu embaixo de um monte de lama com taaaanto a viver e sentir nessa vida, me pergunto: ei Adriana, qual é o seu problema maior? Eu me respondo: não sei... Talvez queiramos demais da vida e não saibamos dar o valor exato para o quê temos e que passa despercebido diariamente.

Hoje, com 5 meses de uma estrada, eu dou valor ao que tenho. Ao amor, ao respeito, à amizade, ao carinho, ao companheirismo que ganho há 5 meses. Sem pedir, sem exigir...apenas me doando de volta. O coração realmente é um caminho de duas vias. Quando acontece em via única jamais funciona, engrena. Isso já é muito não é? Acho que sim...Cheguei a esta conclusão vendo mais um capítulo de " Dalva e Erivelto" ontem na Globo. Amo Dalva de Oliveira porque ainda criança, ela já tinha desencarnado, mas minha tia ouvia muito enquanto fazia almoço...e eu lá brincando no chão da cozinha dela, prestava atenção.

Ontem eu vi a série e parei para observar como o emocional nos comanda. Existirão várias pessoas que dirão aqui " Que nada! Eu sou completamente racional". Há séculos luz, falava isso da mesma forma, com a mesma intensidade. Mas com o tempo, com o amadurecimento da emoção, você vai se dando conta de que não...de que o emocional realmente é o timão de sua vida. Se ele vai bem, mesmo que o resto esteja num navio de batatas, a sua esperança de que tudo vai melhorar é perene. E no final das contas, é este amor, este sentimento que te leva a sonhar com a pessoa acordada, que te dá uns tapas na cara de coragem , desprendimento e objetividade. Pare para reparar....

Que neste novo ano, nova etapa ou o nome que vocês gostem de dar ao ciclo novo, venha nos dando a certeza de que tudo pode, tudo é crível a partir do momento que você faz por si o que ninguém fará: se amar, se cuidar, se ajeitar para o seu Universo. Se o seu "plantio" estiver correto, tudo acaba dando certo , por mais que sua cabeça diga que não....com certeza seu coração, se você acreditar nele (esteja cheio ou vazio), vai te direcionar da melhor forma...

Fica aqui meu desejo de ano novo: mais coração para todos nós! Se acertamos ou não as contas com Deus, não sei...ainda não vi (nem quero ver isso agora, rs). Sei que se acertarmos mesmo, Ele não vai nos cobrar o histórico de trabalho, projetos, estudos ou grana. Vai nos cobrar o que rendeu no nosso tempo de vida, o nosso coração...

That's all folks!


6 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

Pão de Queijo disse...

Consciência minha \o/ saudades do teu blog...
Adorei o texto, esse negocio de ter mais coração ainda não sei hahahaha to gostando tanto de ser má kkkkkkkkkk
Quanta bobagem =P
Ai vou sair daqui pq to com sono, e quando to assim ficou louca e meia.
Beijão =*

Anônimo disse...

Zu,
Lindo e muito axé neste 2010 menina. Seu texto na verdade é uma reflexão de tdos nós, quantas maravilhas podemos fazer por nós e pelos outros?... e por medo, egoísmo, comodismo por vezes.. não fazemos e tome-lhe reclamações, enquanto pessoas sofrem com o descaso político ou descaso e covardia no amor.. enfim, que possamos sim agradecer todos os dias por estarmos vivos e que podemos lutar por uma vida com dignidade. De fato, tudo pode estar difícil, mas quando nosso coração bate forte.. ah!! o amor tudo fica mais fácil pra lutar.
Deus te abençõe.
Bj

Joana Darc disse...

Vou ser repetitiva, Drix vc é demais!!!
Que nesse novo ciclo nao te falte inspiraçao para tantos "regalos" postados.

Beijo Grande

Cacau Loureiro disse...

Toda este reflexão que tiveste é lindíssima, mais ainda quando nos despojamos de egoísmos tolos e vaidades vazias... O nosso "caso" com Deus, será sempre entre nós e ELE; pessoas vivem a vida sem tirar o menor ensinamento, eu busco aprendizado, não santificação. Que o seu ano seja repleto de grandes ensinamentos e realizações, bj!

Anônimo disse...

Mas cadê o sol? Depois falam que o céu de sp que é cinza!!!

Drix disse...

Anonimo...o sol está aí. Você é daltônico (a)? heheh