Tem horas...



A gente sempre tem as "tais horas" na vida que parece que nada se encaixa no seu quebra-cabeça mental. Ou simplesmente porque você não está sabendo juntar as peças. A confusão se transforma num mar de angústias internas. Daquelas que nem deixam você prestar atenção na novela direito, na série que você gosta.

Pessoas que tem criatividade em tudo, sofrem por antecipação. As vezes nem é isso...penso que não devemos ignorar as nossas intuições mais fortes. Só que a angustia do que pode ou não acontecer, que está fora do seu controle, acaba te perturbando , e muito, a mente...

Vale à pena neste momento você confiar intensamente no que sente, no que traduz sua alma, no que te conduz no dia a dia. E se isso for definitivamente forte, os problemas que sua super mente criou, acabam se desfazendo.... Tentativas não nos são negadas...em último caso, calmante faz dormir...



0 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

Deixando a mochila de lado...



Quando paro para olhar o mar, sempre relaciono com a vida. Nunca tem uma estabilidade...ondas menores, outras agressivamente maiores e assim vai. Não adianta eu pensar que muitas coisas podem ser mudadas em um estalar de dedos. Não poderão, isso não vai acontecer. Fato! Não sei pra você, mas para mim sempre tenho um caminho periclitante para chegar ao objetivo final. Talvez o Cara lá de cima ache que eu precise amadurecer a cada conquista, a cada desejo. Ok, vou aceitar ...fazer o quê?


Vem aquelas horas fortes que você pensa, diz e planeja: vou pegar uma mochila (comprar uma porque não tenho aquelas imensas de viagem), pegar o básico e dar a volta ao Brasil! Mundo não...não tenho roupa de frio para a Suiça ou prancha para o Hawai. Prefiro andar dentro da segurança do meu “território”. Não quero passar por terremotos ou tsunamis. Uma vida mochileira em segurança territorial.


Só que este pensamento é coisa de minutos. Aí cai a realidade...pesada, articuladamente pesada. Nestas horas eu reajo contra o Cara lá de cima. Me revolto, faço perguntas (obviamente ele caga pra mim e não me dá uma só resposta , rsrs) e fico sem entender muitas coisas que acontecem. Só que por outro lado eu consigo estabilizar tudo pensando simplesmente: tenho pernas pra isso, tenho braços perfeitos para aquilo outro, tenho facilidades profissionais que muitos não tem...e a coisa vai se acalmando...e eu fecho o site onde quero comprar minha mochila de viagem.


Sou assim, uma escorpiana assumidamente assumida. Com receios e sentimentos sem cabeça, por vezes. Mas graças a Deus, tomada pela crista da onda da responsabilidade. A onda responsável vem me trazendo à tona, me chamando a atenção para o tempo que urge. Me abre a cabeça para certos probleminhas que tanto me entristecem, mas que necessariamente não precisam ser levados na minha cabeça por muito tempo. Apenas o tempo correto para que eu me ambiente com aquela tristeza e crie defesas futuras.


E se tudo fosse fácil, seria chato, concorda? Se tudo fosse espetacular, os olhos não seriam lubrificados pelas lágrimas...noooossa! Me senti uma pastora agora...hahahah! Mas é isso. Teimo em treinar minha cabeça e meu coração para deixar de lado picuinhas, pensamentos bobos, ciúmes sem razão para que eu consiga seguir adiante dando sempre o melhor que eu possa dar. Sempre...


Ótima semana a todos!!!




1 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

Filminhos do Sunday: Guerra ao Terror e Codigo de Conduta!



Um final de semana com um sábado de insônia até as 4h de domingo, me fizeram ficar com humor de Garfield e com preguiça de Haroldo durante todo o dia de hoje. Sem consciência límpida para trabalhar (apesar de precisar), sem rapidez de raciocínio para pensar e sem leveza para ler e me aventurar (como sempre faço) na leitura escolhida. Preferi ver estes dois filmes...E...valeu à pena!

"Código de Conduta" é uma agradável surpresa. Como acho Gerald Butler lindo e Jammie Fox excelente ator, peguei este. A sinopse era batida " marido perde família em assalto e se sente injustiçado..com isso , corre atras da vigança". Mas lembrando que meu raciocínio estava lento, o que eu queria mais?

Ledo engano...tive que pensar e muito até acertar uns 12 min antes, o grande mistério do filme. Isso que dá anos e anos de Agatha Christie. Vale dizer que o filme mexe intrinsecamente com o que realmente é verdadeiro dentro de nossas diretrizes legais. É excepcional o roteiro. Se vocês gostaram de " V de Vingança", vão adorar tanto quanto o roteiro, o sentido e o objetivo de balançar nossas opiniões. Butler saiu da pose de apaixonado de P.S I Love You e entrou na cara amarga e objetivada Clyde. Vale a pipoca!

"Guerra ao Terror" merecia o Oscar? To em duvida...primeiro porque não vi todos os outros, exceto Avatar que, só merecia mesmo, efeitos especiais e fotografia (não sei se levou este) no máximo! Guerra ao Terror tem, demonstra, deixa explícito a humanidade, a sanidade e a gentileza em homens que parecem tão duros pelo cenário de guerra e de "bom dia morte". Kathryn Bigelow acertou em cheio deixando claro e evidente o toque feminino no documentário.

Vale ressaltar as cenas da pipa, do menino Beckham, do diálogo quase final de James e Sanborn e principalmente do monólogo de James com o filho pequeno. Enfim, não sei ao certo se vale o Oscar, mas vale a atenção. E zilhões de parabéns para a fotografia deste filme. Magnífica!

Cinema é cultura...sem essa de Blockbusters, mas alguns valem muito à pena serem vistos..e o melhor: você deve pensar depois de vê-los!





1 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

Eu quero ir pra rua...



Paula Toller disse exatamente o que eu to sentindo agora!

Eu vou à cidade hoje à tarde
Tomar um chá de realidade e aventura
Porque eu quero ir pra rua
Eu quero ir pra rua
Tomar a rua

Não mais
Não mais aquela paúra
De ser encarcerada pra ficar segura

Já cansei de me trancar
Vou me atirar
Já cansei de me prender
Quero aparecer
Aparecer, aparecer

Eu sou da cidade e a cidade é minha
Na contramão do surto de agorafobia
Agora eu quero ir pra rua
Porque eu quero, quero ir pra rua

Levar
A dura de cada dia
Sair da minha laia, chegar na sua

Eu vou à cidade sem compromisso
Tomar um chá, um chá de sumiço no olho da rua
Porque eu quero ir pra rua
Eu só quero ir pra rua
Olhar a rua

Tomar, bem que se podia, ar fresco
Topar Banksy a pintar afrescos

Já cansei de me trancar
Vou me atirar
Já cansei de me prender
Quero aparecer
Aparecer, aparecer, desaparecer ...

0 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

Pra você guardei o amor...



Essa música me diz tanto...Nando Reis se supera...

Pra você guardei o amor
Que nunca soube dar
O amor que tive e vi sem me deixar
Sentir sem conseguir provar
Sem entregar
E repartir

Pra você guardei o amor
Que sempre quis mostrar
O amor que vive em mim vem visitar
Sorrir, vem colorir solar
Vem esquentar
E permitir

Quem acolher o que ele tem e traz
Quem entender o que ele diz
No giz do gesto o jeito pronto
Do piscar dos cílios
Que o convite do silêncio
Exibe em cada olhar

Guardei
Sem ter porque
Nem por razão
Ou coisa outra qualquer
Além de não saber como fazer
Pra ter um jeito meu de me mostrar

Achei
Vendo em você
E explicação
Nenhuma isso requer
Se o coração bater forte e arder
No fogo o gelo vai queimar

Pra você guardei o amor
Que aprendi vendo meus pais
O amor que tive e recebi
E hoje posso dar livre e feliz
Céu cheiro e ar na cor que arco-íris
Risca ao levitar

Vou nascer de novo
Lápis, edifício, tevere, ponte
Desenhar no seu quadril
Meus lábios beijam signos feito sinos
Trilho a infância, terço o berço
Do seu lar

0 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!: