Um pouco de saudade



Sonhei e acordei pensando em São Paulo. Coisa pra lá de estranha, porque todos que me conhecem bem sabem que eu não curto a cidade. Depois de morar lá por dois longos e desastrosos anos, quero particular distância. Mas hoje acordei saudosa de certas coisas...

Mesmo tendo me dado imensas coisas ruins, consegui pessoas lindas que permanecem em minha vida até hoje. Até pouco, bem menos do que eu queria, mas sempre no meu coração. Tatu é uma delas..uma pequena fofa cheia de atenção e carinho pra dar. Não sei para os outros, mas para mim, sim...tem muito sempre. Dé, meu cuore, que foi um presente que recebi através de uma negociação de trabalho! André, meu DJ paulista favoritado, rs! Adê, minha amiga doida de grandes e boas risadas...Dona Ruth, uma senhora simples e fofa que sempre me tratou com todo carinho e atenção... Enfim, pessoas fofas que, mesmo com a distância e com o tempo quase nulo de convivência (mesmo que seja por um simples MSN), tem sua importância em minha vida.

Tenho saudade das cafeterias. Sim, as belíssimas e completas cafeterias. Enquanto em Salvador as pessoas ficam chocadas com o Fran's, São Paulo tem maiores e melhores. Sim folks, creiam que existem! E existem aquelas menores, aconchegantes por trás da Paulista. Escondidas até...ótimas para conhecer alguém...ou para simplesmente dar uma parada na correria doida e saborear um café com menta.

Bubu...sim, a Bubu! Quem não conhece, ali em Pinheiros, por favor! É quase uma questão de ordem para quem gosta de locais que te oferecem três ambientes bem diferentes e com póvos e póvas bem diversos. A noite parece que passa diferente. Um pistão eletrônico imenso. Outro de pop maravilhoso e um aconchegante espaço para música ao vivo. Vale a fila, vale a vibe e , com certeza, vai valer sua noite.

Trash 80's...é o local para você gargalhar. Sim sim...pequeno, sempre muito cheio (sinal de que muito badalado). Onde você sempre vai encontrar o som da Xuxa, do Plunct Plact Zum entre tantas outras pérolas da década de 80.

As pizzarias e os japoneses também deixam claro que você está numa megalópole. As pizzarias em particular, eu não preciso falar né? E as padarias? Taí uma coisa que me traz até cheiro de saudade..parar em alguma padaria pra comer tuuuudo que estiver exposto. É algo! O pastel da feira...ai ai...

Enfim, eu não gosto de São Paulo para viver. Mas sei apreciar a cidade por alguns dias (no máximo 4) em seus detalhes. É um jeito diferente de vida pra mim, foi muito intenso e complicado na minha época. Não tenho vontade nem saudade de moradia por lá. Mas vale a dica para um feriado, quando a cidade fica mais vazia e mais calma...

É isso...hoje acordei com o cheiro dos ares paulistas...

Ótima sexta folks!

1 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

Caminhos


Estes dias tem sido encobertos, embebidos, afundados em pensamentos. Por Jah, é uma droga quando você pensa mais que 25h/dia. Mas nasci assim , eu cresci assim, eu sou mesmo assim...total Gabriela... Penso até quando acho que não estou pensando. Olha eu me enganando.

É fato que existem zilhões de coisas para que eu possa pensar ultimamente em minha vida. Caminhos que estou com o dedinho na faixa de largada e ainda não me decidi se pego ou não. Indecisa? Não, isso eu não sou. Lembro que há uns dias comentei com uma amiga " Posso tomar uma decisão importante de repente..do nada...acordo bem, penso e decido. E faço". Tenho estes rompantes que saem do além. E os respeito. E nunca me arrependi de nenhum dos rompantes obedecidos.

Minhas idéias andam brigando com meus desejos. Com 39 procuro respeitar minha idade e ter uma visão mais ampla, segura e cuidadosa do que posso ou não mudar. Não tenho mais meus 25 (graças a Deus em certa perspectiva) que me deixavam livre para errar, tentar, voltar a fazer, me recompor. Tenho lindos 39. Me sinto inteira, quase pronta pra viver, seguramente objetivada. O quê incomoda esta plataforma , são alguns devaneios de desejos, sentidos e sentimentos que venho experimentando.

Queria poder passar um liquid paper em certas coisas que teimam em me assombrar. Queria, em outra direção, lembrar de situações que tiveram tanta importância em certa tempo...assim essas situações, com certeza, seriam meu liquid paper emotivo. Porque seu peso seria muito maior que certas derrapagens.

Não "estou" uma mulher de "querias mil". Estou tentando me organizar para me impor sorrisos, vontades maiores que eu, arrepios constantes de prazer por tudo. Caio na real que idade não representa absolutamente nada. Não é a minha idade , ou o peso dela como queiram, que vai apontar que caminho tomar, que palavra falar ou que situação finalizar. Sou eu! É o que o mundo fez à Adriana. É a pessoa estranha por vezes, sensível demais em certos tempos (e isto não inclui minha TPM), que chora à toa, que se levanta dando um susto em quem estiver por perto... é esta pessoa que convive num conjugado aqui dentro de mim, que tem que SE mostrar e me ajudar a tomar as decisões que urgem!

Sim, to precisando de terapia...hehehe.

Ótima quinta folks!

2 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

No comando...



Ouvindo Melody Gardot, olhando pro meu OneNote carregado de coisas pra serem resolvidas, com o resto de uma cólica cruel e um aborrecimento logo de manhã. Ou seja, to me sentindo em uma segunda de Garfield.

Sempre tenho explicações para minhas imagens. Por vezes, nem preciso explicá-las...basta vocês lerem o texto que tudo se arranja. Mas hoje quero explicá-la. Nunca quis ter o controle da mente alheia. A não ser da minha avó quando, pequena, ela não me deixava ir naquela festa que eu estava mega a fim. Enfim, fora isso, tenho um certo gosto pela psicológico da alma, da mente, do obscuro. Não gosto de saber "contado"...gosto de analisar e descobrir. E AMO ouvir aquilo de " poxa, é isso mesmo..como você descobriu?"

Hoje, dia 12 de abril, queria ter o controle da minha mente. Não descobrir o quê há nela (porque seria coisa pra mais de meses), mas para orientá-la da melhor maneira possível. Ela anda desordenada, com dúvidas, descrenças, inseguranças...em quê? Oras , em tudo que você conseguir pensar que é possível "pensar". Talvez uma situalção vá levando à outra e à outra e assim por diante... Desordem mental é meu diagnóstico!

Parei para pensar ontem que tudo pode ser mudado se eu quiser. Se eu achar que é legal viver daquele jeito "rosa". Não quero abrir mão de minha vida sem tentar e tentar e tentar... E como boa fênix de escorpião é isso que sempre faço nestes meus momentos delirantemente doidos. O trabalho não consegue me por no eixo. Engraçado, porque vários amigos me dizem: "Graças ao trabalho não afundei. " . Infelizmente , me falta também este controle...e quem disse que eu sou perfeita? Graças a Gzuz que não! A minha imperfeição me conduz, me faz aprender, me estimula, me encaminha, me endireita, me levanta...a minha imperfeição não me condena, ela me acalenta...E aí sobrevivo!

Quero fazer uma promessa a mim mesma: liberte-se Adriana! De pensamentos frugais, fáceis, desestimulantes, incertos. Não os quero mais em minha vida. Quero paz...daquelas de música de Jhon Mraz saca? De Colbie Caillat...aquelas músicas que fazem você querer sair por aí beijando do açougueiro até o dono da banca de jornais. Quero leveza pra minha vida. Isso abarca a idéia de matar tudo que não vem me fazendo bem. Sejam pessoas, idéias, sentimentos e observações. Basta!

A vida é tão rarefeita...sempre falo isso por aqui. E hoje consigo falar com mais força...porque aqui no Rio existem mais de 100 corpos debaixo de toda putrefação possível em um barranco desmoronado. Alguns de vocês dirão..." Olha pensamento de madre teresa de calcutá"...e eu responderei a vocês..." E como não tê-lo? Como não ver que é isso: as coisas são estupidamente fáceis, nós é que complicamos tudo da pior maneira possível".

Perdoe, esqueça, releve, adiante seu pensamento, ame muito (até este amor não existir mais), desfaça malas ou as faça... crie objetivos (lembre-se que eles podem nem ter tempo de rolar..por isso, crie-os e curta-os)... assuma seus erros...peça se o seu coração disser que aquilo é bom pra ti... encare a dificuldade, não fuja dela... se deixe emocionar...apele para Deus... ouça seu amor falar o que gosta ou não gosta e tente mudar, apenas tente... seja feliz com você mesma... e se para isso for preciso matar certas coisas, vire assassina de seus períodos e obstáculos mais podres!

Deixa eu voltar ao comando da minha mente...é necessário...Meu coração grita por isso!

Ótima semana folks!

2 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!: