Sonhos, tempos e pensamentos soltos...


(Não espere uma ordem de pensamentos...não to a fim)

Tenho sonhado com coisas que não voltam mais. Situações absurdas são montadas nas minhas noites com Morpheu. Uma coisa de doido. Situações estas que conseguem me acordar assustada. Não procurando nada, apenas pensando: Deus, por que eu tive a pachorra de sonhar com isso? Me incomodam? Talvez não, talvez sim...apenas dificultam meu entendimento...


Me encantam pessoas (mesmo que não estejam em minha vida) pessoas inteligentes, cultas e que usam do sarcasmo em questões quase nunca abordadas (por pessoas menos inteligentes). Gosto de atitude, gosto de personalidade, gosto da comédia dissimulada ou explícita. Mas sempre curiosa e inteligente. Ativa, indolor, nada dormente. Por motivos dantescos do meu imaginário, até sinto falta de algumas destas que já passaram pela minha vida. Gosto de rir de um comentário mordaz..

Minha paciência é quase zero. Na TPM então...sem comentários. Sons repetitivos me tiram do eixo. Por exemplo, o tic tac de um relógio de mesa. Não existe vida para eles perto de mim. Tenho um até, prata, fofo...mas ele me obedece. É quase um mudinho...por isso se mantém vivo perto de mim. Sempre fui meio ranzinza. Desde os meus 5 acho eu, quando brigava quilos com qualquer criança que se aproximasse do meu quarto sem tirar os chinelos. Sempre fui meio japa...sujeira da rua no meu quarto? Não rola... Hoje melhorei certos hábitos. Acho que estou ao contrário...mas ao mesmo tempo continuo ou criei certas manias. Listá-las? Não...basta vocês saberem que eu sou uma pessoa legal! Até faço as pessoas darem risadas soltas...que o digam Vanessa e Cau...

Demoro muito a tomar decisões que são realmente importantes e cruciais na minha vida. Penso (olha o ser pensante que não larga meu corpo), repenso, medito sobre, grito sobre, amaldiçoo, e algo mais que eu possa ter esquecido. Mas quando essas decisões recaem na minha mente de forma grande, não olho pra trás. Ando com algumas para serem tomadas, criadas, posicionadas, encorajadas dentro de mim.


Sou ciumenta. Já fui muito mais. Até possessiva já fui. Hoje é controlável. Porque a vida me ensinou que quanto mais ciúme você tem, mais você afasta quem ama. E não é só o seu par...qualquer pessoa. Amigos e afins e parentes e etc. Hoje tenho sim. Me irrito facilmente com uma situação que está na cara da criatura (da sua), mas só ela acha normal ou simplesmente não percebe. Mas o achar normal não quer dizer gostar da situação...mas se seu par não tá a fim, porque dar corda? Eu dou..me incomoda a falta de respeito alheia. Me incomoda saber que a criatura do mal, sabe que seu par tem namorada(o) e mesmo assim falta com o respeito.

Sim, não seria outro parágrafo...falta de respeito em que âmbito for é algo que move toda a minha raiva (lembrem-se...sou de escorpião...não sou flor que se cheire)...

That's it folks...vou pra Passárgada!

Ótima quarta e um pão doce no meio da tarde para alimentar seus sonhos!

2 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

Comentando minha veia cinéfila de ultimamente...


Uma pena...uma lástima. Vale pra ver (até muito bem no papel de "machão nada soft") Gerard Butler que está lindo (como sempre foi). E só! Aniston é a Rachel de volta. Com todos os trejeitos e tudo mais...BUT sem a cia. dos demais..não funciona bem. A história até que tem uma lógica, tem sim, mas na minha opinião, eles que não tiveram a tal química que se espera...Perda de tempo!


Como vi depois do " Caçador..", pensei comigo mesma? Por que Adriana, por que? Me dei mal. Muito mais interessante que Butler e Aniston. A química rola e de forma engraçada, o que dá mais desenvolvimento ao filme. História fraca até, mas Parker e Grant são ótimos atores para comédias casuais. O sotaque de Grant (apesar de n achá-lo bonito), me ganha. Adoro!

Predileções à parte, vale a 1h40 em um domingo meio lusco fusco! Eu indico!




Há tempos deixei de gostar de filmes com violência grátis, bizarrices e afins. Como sou fã incondicional de Travolta desde aquele filme com Uma Thurman, que logicamente eu não lembro o nome, resolvi assistir. O roteiro é normalíssimo , como todo bom filme terrorista cheio de seus ataques truculentos. Mas Travolta consegue dar o ar da graça em toda a película. Com charme de garanhão italiano e careca, o cara diz a que veio!

Uma história bem traçada do começo ao fim, que tem um final que nem eu (que sou viciadinha em filmes de suspense e pego todos os bandidões antes do desfecho) conseguiu adivinhar. Sem maiores delongas, peguem seus combos de pipoca, refrigerante e aquietem-se na poltrona. Vale, bastante, a tarde!

Ah, como comentei no meu twitter: esqueçam Paris! O filme se passa lá, mas o máximo de imagens que você vai ter que te relembrem a boa e velha capital francesa romântica, é um café na Torre. Solamente! Nada de romantismo, nada de amores gritantes...só muito pó, muita bala e um Travolta fascinantemente careca!




Eu corri de 2012! Sim, não quis ver nem trailer, imagine eu vendo filmes proféticos?? Jamais! Seria um quilo de calmantes para dormir. Sim, folks...sou mega sugestionável a filmes...ihhh, nem conto a vocês!

Este foi indicação de um colega publicitário (The Saulo , rsrs). Absurdamente BOM! Ok, tem lá suas cenas dantescas, seus bichos com cara de malvados , tem tudo pra ser um ótimo filme de terror. Mas no meio de tanta merda que nos mandam das produtoras americanas, resta dizer que é um filme cabeça (para quem souber assisti-lo, claro).

Um roteiro amarradinho, todas as sensações e medos humanamente possíveis dentro de quase 2h de filme. Perfeito! Um final apoteótico demais (olha eu criticando), mas completamente válido dentro do que podemos pensar a respeito de uma situação de Apocalipse. Dá para pensar a respeito de um monte de coisas que você já se questionou sobre Deus, fim do mundo, whatever!



Enfim, consegui ver Fraser trabalhando. Sim, nunca vi nenhuma das 567 edições da Múmia! Odeeeio filmes do gênero. Percebi que ele é meio vesgo...Bom, vamos em frente. Grata surpresa ver a menina que interpretava Felicity na Sony, em algum filme adulto. Massa.

Para os que gostam de filmes cheios de ação (não necessariamente balas e lutas), esqueçam. É estilo Oleo de Lorenzo, só que mais rico em detalhes. Ou seja, mega calmo demais. Mas é super interessante pra você ter raiva de todas as grandes fabricantes de remédios! Sim , folks, é fato! Vale a indignação mostrada no filme com essa fatia do mercado. É deplorável a falta total de tato e sensibilidade que esse povo demonstra ter.

Dá pra você se emocionar, dá pra você verter uma ou duas lágrimas e mais uma vez, Harrison Ford está estupendo...adoro!





E foi? E acabou o filme? E já? ... sem mais comentários! (Oscar para Bullock?? Por causa de quê mesmo?)

2 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!: