Vento no Litoral...


Sei que a foto não tem nada a ver com a música... é um espaço lindo que tem no Jardim Botânico. Mas tem a ver com a última vez que fui lá...


De tarde quero descansar
Chegar até a praia e ver
Se o vento ainda esta forte
E vai ser bom subir nas pedras
Sei que faço isso pra esquecer
Eu deixo a onda me acertar
E o vento vai levando
Tudo embora...
Agora está tão longe
ver a linha do horizonte me distrai
Dos nossos planos é que tenho mais saudade
Quando olhávamos juntos
Na mesma direção
Aonde está você agora
Alem de aqui dentro de mim...
Agimos certo sem querer
Foi só o tempo que errou
Vai ser difícil sem você
Porque você esta comigo
O tempo todo
E quando vejo o mar
Existe algo que diz
Que a vida continua
E se entregar é uma bobagem...
Já que você não está aqui
O que posso fazer
É cuidar de mim
Quero ser feliz ao menos,
Lembra que o plano
Era ficarmos bem...
Olha só o que eu achei
Cavalos-marinhos...
Sei que faço isso
Pra esquecer
Eu deixo a onda me acertar
E o vento vai levando
Tudo embora...



0 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

Dia de chuva...





São 6h23...chove no Rio de Janeiro. Uma chuva fina, sem graça e ao mesmo tempo, pesada. Um céu cinza. Um cinza que não tem a mínima característica carioca. Penúltimo dia de 2010. Acho que seria hora de um post que pesasse o que foi bom ou ruim neste meu ano. Mas é tão clichê isso que não vale muito à pena. Internamente, em silêncio comigo mesma, claro que vale. É sempre bom você ter a plena certeza do que não deve repetir no novo ano...pelo simples fato de ter sido doloroso neste...

Me restam menos de 48 horas de 2010 para entender algumas coisas. Tentar compreender, justificar para mim mesma. Ou simplesmente eu posso ignorar tudo e começar um 2011 sem olhar para trás, deixando todas as memórias enterradas. Mas será que é isso de que a alma humana realmente precisa? Seria o mais fácil e até o mais correto, já que o que te faz ter a interrogação do Charada na cabeça e no coração, te faz sofrer. Pra que sofrimento? Pra que dor de um ano para o outro? Reza a lenda que "tudo vai ser diferente a partir de 1º de Janeiro". Apenas reza...não quer dizer que a oração seja atendida.

A noite foi longa hoje. Insone, sem muito o quê idealizar. Especificamente essa época do ano vai ser difícil. Pela primeira vez em anos luz, meu 31/12 vai ser triste por dentro, por fora, dos lados. E vejam, não é uma incoerência admitir isso. Seria incoerente não aceitar isso. Porque costumo pensar que temos que deixar a dor doer. Assim, o remédio que é o Sr. Tempo, ajuda de vez...sem nenhum direito a memórias.

De toda dor, tiramos um aprendizado. Imagino que só da dor da perda pela morte que isso não acontece. Porque eu não tirei nenhum aprendizado quando perdi meu amado avô. Até hoje fico me perguntando por que ele tinha que desencarnar tão cedo... uma das perguntas que eu vou levar pra sempre. Agora dores que passam, a gente ganha sim. Ainda não sei qual o meu para este tempo que ando passando. Talvez o de me iludir menos com a vida ou a de colocar limites nos meus sonhos mais simples e nem por isso menos importantes. Sonhos pequenos, gentis com o mundo. Apenas um canto, uma TV, um computador...quem se ama, Salvador em volta deste sonho. O pequeno sonho de que tudo em sua vida seja equilibradamente equilibrado. Apenas... que tudo tenha um sorriso quando acorda...um jeito doce de dizer bom dia.

Acho que é isso Adriana, bingo!!! Sonhe menos, seja menos imbecil quando se permitir sonhar e imaginar que o que você quer é tão simples. Não, não é simples... é complicado. Porque a mente humana nem sempre é generosa, nem sempre é doce , nem sempre tem toda a gentileza do mundo. E é assim que é... não tem muito por onde correr ou inventar. Aliás, para quê inventar? Para que? E sentimento se inventa? Acho que sim...

E o dia vai continuar cinza... cinza... será que os vôos do Galeão serão cancelados hoje? ....Acho que sim...acho que sim...

4 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

Um feliz OLHAR NOVO!




O grande barato da vida é olhara para trás e admirar a sua história...é viver a cada momento como se a felicidade fosse aqui e agora... Claro que a vida prega peças...as vezes o pneu fura, chove demais, o sol está absurdo. Mas ei...eu quero viver bem! Este ano foi cheio...cheio de coisas boas, de revelações, de perdas, de desilusões. Tudo bem, as vezes esperamos demais das pessoas...o amigo que não veio, o amor que se foi, a grana que não entrou. A natureza tem sua personalidade forte, o Universo tem suas regras e daí? Se não dá para mudar...como você faz? Desejar o mal do mundo? Acabar com sua vida por causa de um problema? Sabe o que peço a Deus hoje em dia? Sabedoria!

Chorar de dor, de tristeza é normal. Todos passamos por isso. Não tem como fugir. Mas se olhassemos o outro com mais entendimento e generosidade, será que não teríamos uma chance de fazer de novo e bem feito? Ou de novo, mas diferente? E se entendermos de vez nossas fragilidades, perdermos a vergonha de sermos sinceros e darmos a volta nisso tudo? Somos fracos, mas podemos melhorar. Somos egoístas, mas podemos aprender a pensar no outro.

Este ano que vem aí pode ser massa, divino! Ou pode ser puro orgulho...depende de mim, de vocês. Depende de cada um de nós, do mundo que nós fazemos para nós mesmos. Vamos olhar diferente para nossos problemas, para o que nos faz doer, para o que sonhamos, para o que objetivamos.

Então, por tudo isso..eu desejo um FELIZ OLHAR NOVO!

4 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!: