Quando é amor...apenas é!




Para quem não acompanhou a série “Sex & The City”, deixe resumir a história central.  Carrie (a principal) se apaixona por Mr. Big.  Um cara que a enrola por longos seis anos.  Quando ele se toca que é ela que é a mulher certa de sua vida, corre atrás. Só que agora, Carrie está namorando e se muda para Paris... No dia da viagem (que até então, Mr. Big não sabia), ele chega para reconquistá-la definitivamente... E o texto é o seguinte...


Big: Podemos sair amanhã então...

Carrie: Não posso. Hoje vou para Paris...

Big: Paris? Uau! Finalmente você vai tirar férias!

Carrie: Não são férias. Vou me mudar com o homem que estou namorando. Eu estou feliz, ele é maravilhoso. Acabou entre a gente...Adeus.

Big: Ei, ei..espere...como assim “adeus”, Carrie?

Carrie: Simples...adeus

Big: Você vai mesmo morar em Paris? Quando ia me contar?

Carrie: Você tem algum tipo de radar? Toda vez é isso!  “Carrie está feliz! É hora de estragar a felicidade dela”

Big: O que? Não, não. Olhe, eu vim aqui pedir perdão. Porque eu sei agora que errei. E você e eu...

Ela o interrompe aos berros

Carrie: “ Você eu eu”?  Não existe isso!  Você não pode fazer isso comigo de novo. Você não pode brincar comigo assim!

Big: Carrie, escute...agora é diferente...

Carrie: Ah sempre, toda vez é diferente!  Por seis anos, sempre “ia ser diferente”. E nunca foi!  Eu desisto!  Esqueça meu número de telefone...na verdade, esqueça meu nome!  Esqueça que você sabe qual é meu nome..

E ela vai embora e o deixa perplexo na rua... Dias depois, uma das três grandes amigas de Carrie, vai até o antigo apto dela. E ouve as mensagens na secretária. E existe uma de Big dizendo o seguinte:  “ Oi ..sou eu. Sei que você me disse para não ligar mais. Mas ainda estou em NY e nem sei se você vai ouvir isso, mas eu precisava falar. Percebi, depois de tudo que fiz, que neste momento não tenho nada a perder...a não ser você. Eu não posso perdê-la de novo Carrie...eu amo você.”   Charlotte, a amiga de Carrie, emocionada liga para Big marcando um encontro para conversar. Ele vai e dá de cara com as três grandes amigas reunidas...

Big: Bom, eu sei que vocês não gostam muito de mim. E só Deus sabe quantos erros cometi com Carrie. Estraguei tudo, muitas vezes, eu sei disso. Só que agora eu peço o conselho de vocês. A conhecem mais que qualquer outra pessoa no mundo. Ela está em Paris eu sei...namorando.  Mas eu amo..agora eu sei. E se vocês me disserem que eu tenho alguma chance, uma única que seja, eu vou até Paris.  Percorro a cidade até achá-la. Faço qualquer coisa.  Mas se vocês acham que ela está realmente feliz...eu não quero estragar isso, a felicidade que eu não soube dar à ela quando pude... E não insistirei.

Amigas: Vá pegar nossa garota de volta!


E logicamente, ele vai até Paris e resgata Carrie de uma relação que ela “supunha” que estava feliz.  Conclusão disso?  Quando é amor...daqueles de verdade, de alma, de coração, de corpo, de mente, espiritual... ele vence TUDO! Em alguma hora , a pessoa que está errando e colocando tudo a perder por várias vezes, vai se tocar...a ficha vai cair. E sempre vale à pena deixar espaço para um sentimento de verdade...sempre...

Aí embaixo eu pus um vídeo da última cena de Carrie...quando ela já foi resgatada por Mr. Big, já está de volta a NY e amando muito seu grande amor de volta em sua vida...







"Comecei a pensar em relacionamentos...Existem aqueles que te levam a um mundo exótico e diferente. Existem aqueles que não são novidade.  Ainda aqueles que te enchem de perguntas. Aqueles que te levam a um lugar completamente inesperado. Aqueles que te levam longe do lugar onde você começou.  E aqueles que te trazem de volta... mas o mais empolgante, desafiador  e significativo de uma relação, é aquela que você tem consigo mesma.  Por isso, se você encontrar alguém que ame “o você que você ama”...isto sim é maravilhoso!"

2 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

Não vou fugir...





"Dessa vez não vou evitar dizer o que está na minha cabeça só porque eu sei que minha mente geminiana vai negar no dia seguinte, não fugirei de palavras bonitas porque quem diz não é uma pessoa perfeita, não arrumarei mil defeitos pra brigar contra as novecentas e noventa e nove qualidades, não desviarei meus olhos por medo de ter minha mente lida, não sumirei por medo de desaparecer, não vou ferir por medo de machucar, não serei chata por medo de você me achar legal, não vou desistir antes de começar, não vou evitar minha excentricidade, não vou me anular por sentir demais e logo depois não sentir nada, não vou me esconder em personagens, não vou contar minha vida inteira em busca de ter realmente uma vida.

Dessa vez não vou querer tudo de uma vez, porque sempre acabo ficando sem nada no final.Estou apostando minhas fichas em você e saiba que eu não sou de fazer isso. Mas estou neste momento frágil que não quer acabar. Fiquei menos cafajeste, menos racional, menos eu. E estou aproveitando pra tentar levar algo adiante. Relacionamentos que não saem da primeira página já me esgotaram, decorei o prólogo e estou pronta pro primeiro capítulo. "

Obs.: É um texto de Caio F. Abreu...que eu amo... E troquem o geminina por escorpiana, por favor, rsrs... E eu nunca nego no dia seguinte... =] 

0 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!: