É isso aí...falta contato!


Essa relação "Facebookniana"  ou "SMSniana" ou ainda "Instagramniana" dominou o mundo né? Fora namoro que precisa de contato (se não, não rola né queridos?), as pessoas estão ABSURDAMENTE ligadas por fios, wireless, whatever . Ando sentindo falta de tato, cheiro, gargalhadas sendo ouvidas. As pessoas esqueceram isso num grau absurdo.  E se combinam uma boate, a maioria enche a ideia de bebida e é a mesma coisa como se eu estivesse só (já que não bebo até cair). Ou seja, bater um papo, marcar um café, ver um filme (em sua grande maioria todos baixam em seus cafofos e veem enrolados em seus cobertores), admirar um por do sol. 

Gente eu to falando de amigos. Se uma relação não tiver isso, nem é relação. É permuta de espaço. Falo dos amigos que por vezes abrimos mãos por N coisas...por vários motivos bobos.  Alguém já viu aqui a série "Revolution"? É péssima, mas ótima para pensar.  Um mundo onde um apagão extermina a luz. Os que sobram tentam viver com a luz do dia e das velas. Não existem mais armas, só arcos e flechas.  Só existe um trem alimentado a lenha. E por aí vai. As pessoas lutam por uns cordões (no total de 7 ou 8) que unidos podem restabelecer a luz. Aí é que fica chata a série, mas é para pensar mesmo!!! A amizade fica muito renovada na série. Muito. A solidariedade, a fraternidade mesmo. 

Será que a gente precisa passar por isso para entender que pessoas nos olhando nos olhos é muito mais interessante que qualquer SMS ? Ao menos falar ao telefone... pelo menos isso. Já que pelo telefone você consegue saber como estão as coisas pelo tom da voz, pela respiração da pessoa... 

Que nos entreguemos mais à vida...mesmo que devagar, ainda nos apoiando em todos esses recursos que nos tomam os dias...mas tentemos.... 

0 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!:

Viver..apenas!




Parei um pouco o trabalho insano que tem nesta segunda (feriado sempre me atrapalha muito) , para falar um pouco. Como diria Paty, coloque pra fora. Obviamente nem tudo a gente põe pra fora em um blog. Ainda sou daquelas que adora uma intimidade na amizade. Contadas pessoas sabem da minha vida, do meu dia a dia, das minhas dores e das minhas alegrias. Talvez por isso que muitos me acham até meio misteriosa. Mas a verdade é que aprendi a ME reservar muito. O que pode incomodar a muitos...e a estes muitos eu realmente “caguei”. 

Vamos ao que resolvi falar que é vida. E quantos mais falam de vida? Zilhões, então sou só mais uma aqui falando, falando, falando. Mas como diria Roberto Carlos “hoje eu tive um sonho e foi dos mais bonitos que já tive em toda minha vida” (se a letra estiver errada me perdoem). Pois é...sonhei que estava grávida. Quem me conhece bem sabe que sou uma apaixonada por crianças e sempre tive uma vontade inesgotável dentro de mim de engravidar e dividir essa criança que seria MEGA amada com alguém que gostasse idem. Agora todos sabem , rsrs... enfim, eu entrava na maternidade sozinha (será que isso tem algum significado?) e sentia um pezinho de Maria Eduarda (seria o nome dela desde os anos 2000 na minha cabeça) todo certinho. A obstetra fez o movimento de girar o bebê porque ela precisava ficar com a cabeça para baixo e não os pés. Mas era uma dor que eu chorava e sorria ao mesmo tempo... E eu acordava, dormia e o sonho continuava do ponto onde parou. Nada era fantasioso demais. Maria Eduarda virada, era hora do parto...e nesta hora infelizmente o despertador me acordou e me impediu de ver a carinha dela... 

Não leio mais significados de sonhos. Prefiro parar por 10 minutos sentada na cama e pensar naquilo das mais variadas formas. Não acho que este sonho queira dizer: você vai ficar grávida. Não...já passou o tempo, infelizmente. Mas acho que quer dizer : “Viva!!” . Entendem ou estou viajando? Se estiver não me chamem de volta, rs. Para mim quis dizer isso...viva, se cuide mais, se interesse mais por você mesma e SOMENTE por quem se interessa por você com coração e alma (amigos, família e algum amor). É por aí. Como acabei de colocar o pé no meu Ano Novo, quero muito transformá-lo em coisas novas na minha antiga vida...é esta que eu tenho. Ainda não tenho a habilidade de Alice para sair por terras maravilhosas e inimagináveis deixando para trás problemas e dores. 

Maria Eduarda que é um sonho antigo (ou ainda Maria Clara...ia depender da carinha dela), acho que me fez ver isso: “Acorde! A vida não vai te esperar para absolutamente nada!” . É por isso que em algum momento de nossas vidas, por mais complicadas que estejam, a gente tem a necessidade de mudar algum “móvel de lugar”. Não dá para continuar com a sala do jeito que está. E é nesta onda que to tentando me jogar. Quero viver, muito! Com todos os problemas claro que sem eles a gente não amadurece , não tem jeito. Ainda ontem eu chorava ao tel com uma grande amiga e vi que sou mega humana, errada em vários momentos como todos somos. Mas as coisas podem mudar não é? Se quisermos ser diferentes , tem que ser por nós mesmos. Não adianta essa amiga com quem eu falava ao tel , que sei que me ama, querer me levantar . Por mais que ela queira , depende muito da gente. Os problemas estão aí para doer e para amadurecer a gente para que não voltemos a eles. Porque aí já vira idiotice... 

É isso folks... vamos viver? É tudo tão rápido, tão de repente... ontem antes de dormir passei pela notícia do desencarne de Marcos Paulo. Deus, fiquei chocada. A morte que vem assim de repente, acaba me chocando mais do que as que tem um histórico. E o que falar das mortes absurdas que tem rolado em SP ? Ou seja, é época de pensar mais na gente, cuidar da gente, nos proteger dos que nos querem mal e abrir as portas para amigos e para um grande amor...porque amar, DEFINITIVAMENTE, faz uma falta absurda! Nos deixa mais humanos e sensíveis... 


0 Pode comentar aqui e surtar junto comigo!: